Biografia

Dalto Roberto Medeiros (22 de junho) nasceu na Tijuca, Rio de Janeiro e aos seis anos mudou-se com a família para Niterói onde mora até hoje.
No início da década de 70, Dalto atuou como vocalista do grupo niteroiense de rock "Os Lobos", com o qual gravou o compacto "Fanny" (Dalto e Claudio Rabello) pela gravadora Top Tape. Após esse breve início de carreira, sai do grupo para estudar Medicina, formando-se médico. Em 1974, lança-se em carreira solo gravando um compacto simples "Flash back" (Dalto, Ralph Guedes e Claudio Rabello) para a Odeon.
O sucesso, contudo, só apareceria mesmo nos anos 80, mais precisamente em 1981, quando obteve seu primeiro êxito como compositor com a canção "Bem-te-vi" (Dalto e Claudio Rabello), gravada e interpretada por Renato Terra, a qual vendeu mais de 250 mil cópias. Também em 1981, compõe "Leão ferido", em parceria com o cantor Byafra, que a interpretou.
No ano seguinte, já como intérprete, obteria o seu maior sucesso de sua carreira: "Muito Estranho" (Dalto e Claudio Rabello) cuida bem de mim, lançado pela Emi - Odeon e que segundo o historiador e jornalista Zuza Homem de Mello, foi a música brasileira que mais tempo ficou em primeiro lugar nas paradas de sucesso.
Outro grande sucesso do cantor é a música "Anjo" (Dalto, Claudio Rabello e Renato Correa), gravada em 1983 pelo grupo Roupa Nova.
Nos anos seguintes suas músicas "Pessoa", "Espelhos D'água", "Quase não dá para ser feliz", "Jezebel", todas com Claudio Rabello, fizeram parte de trilhas sonoras de novelas e viraram sucessos nas rádios brasileiras.
Após alguns anos longe da mídia, grava o álbum "Guru" (Dalto e Claudio Rabello), álbum acústico. Em 2000, grava "Cachorro fujão", pelo selo Casa Jorge Discos (disco inédito).
Um dos últimos trabalhos de Dalto foi a canção "Faça um Pedido", que fez parte da trilha sonora da novela Viver a Vida.

Cadastre-se na
nossa Newsletter

 
Contatos para show:
+55 21 show@dalto.mus.br